terça-feira, 24 de maio de 2011

O frio não intimida o público do Cineclube Araucária

No sábado passado a noite foi bastante fria em Campos do Jordão. Os termômetros chegaram a marcar 6 graus. Mas, o público fiel às sessões do Cineclube Araucária não ficou em casa. Às sete da noite, muitos lugares já estavam tomados e às sete meia o filme começou com o ambiente aquecido pelo calor humano trazido por um bom grupo de animados cinéfilos, ansiosos por participar de mais um programa proporcionado pelo cineclube: a exibição do filme O TEMPERO DA VIDA. Belo, sensível, com visual apuradíssimo e música maravilhosa, o filme tem óbvios traços autobiográficos: o diretor Tassos Boulmetis nasceu em Istambul, em 1957, e mudou-se para a Grécia em 1964 – a mesma trajetória do personagem central, de família grega que vive na Turquia, de onde é expulsa quando os dois países se enfrentam nos anos 60. Foi o primeiro longa-metragem do diretor Tassos Boulmetis, e parece que foi um espetacular sucesso de bilheteria na Grécia. E o simples fato de ser uma co-produção de Grécia e Turquia – dois países permanentemente em conflito, às vezes aberto, às vezes surdo, como demonstra a narrativa – já é uma maravilha. Os comentários dos espectadores foram muito encorajadores. Valeria a pena tê-los registrado, ainda que fosse com um gravadorzinho a pilhas. Os destaques foram para o visual e a música composta por Evanthia Reboutsika, violinista grega nascida em 1958, autora de trilhas de diversas séries de televisão e alguns filmes.

O TEMPERO DA VIDA foi programado para reverenciar a casa que abriga as sessões do Cineclube Araucária – o Restaurante Sabor da Província – cujo requinte na escolha dos temperos para a elaboração de todo o seu cardápio inspirou a escolha do filme. Pela resposta do público, a decisão foi mais do que acertada. Por essa razão, a programação do Cineclube Araucária em conjunto com a direção gastronômica da casa, promoverá outros encontros sobre o tema da culinária, da degustação de vinhos e de outros aspectos da arte da boa mesa. Após assistir o filme, as sopas especialmente preparadas pela Flávia para a ocasião fecharam a noite com chave de ouro. Valeu o brinde oferecido ao final, pela vida longa ao Sabor da Província e também ao Cineclube Araucária em Campos do Jordão

Nenhum comentário:

Postar um comentário