terça-feira, 28 de junho de 2016

EM JULHO CAMPOS DO JORDÃO CELEBRA O CINEMA E A MÚSICA

Exposição O Cinema Ilustrado – A Oitava Arte

A partir do dia 1º de julho, na sede da Associação dos Amigos de Campos do Jordão – AMECampos, uma exposição de cartazes produzidos por ilustradores cuja arte se destina à divulgação de obras cinematográficas é a fórmula encontrada pelo Cineclube Araucária para  homenagear artistas quase anônimo aos olhos do grande público apreciador da dita Sétima Arte, mas que, durante boa parte das suas vidas, dedicaram-se à tarefa de transferir para o papel  a expressão dos personagens e a essência das histórias criadas para as telas, com o objetivo de torna-las mais atrativas. Muitos, de fato, permaneceram anônimos, ainda que realizassem um trabalho de excelente qualidade técnica e artística. Outros entraram para a história como cartazistas de cinema. E há ainda aqueles que, mesmo já tendo alcançado reconhecimento em outras áreas como a arquitetura e a pintura, se aventuraram com grande êxito na nobre tarefa da comunicação visual para a divulgação de filmes do cinema nacional, especialmente na fase do Cinema Novo de Glauber, Sganzerla, Nelson, Joaquim Pedro e Ruy Guerra. No entanto, o registro desse trabalho começa exatamente no momento em que o Cinema teve as suas primeiras sessões públicas, no final do século XIX, quando, em Paris, os irmãos Charles e Émile Pathé já se preparavam para administrar o primeiro império do cinema europeu: a Maison Pathé, ainda que o seu único produto comercial fossem os filmes produzidos pelos irmãos Lumière. Pois foi nessas condições que os irmãos Pathé contrataram um pequeno ateliê de desenhos publicitários localizado no bairro de Montmartre, reduto de artistas do porte de Toulouse-Lautrec, Alphonse Micha e Jules Chéret, conhecido como Les Affiches Faria, mantido por um tal Cândido Faria, brasileiro nascido no estado de Sergipe e que se estabelecera em Paris com a pretensão de se tornar ilustrador dos cartazes de famosas casas de espetáculos naquela época. Foi, portanto, o brasileiro Cândido de Faria, cujo trabalho está representado na exposição do Cineclube na AMECampos, o precursor, para não dizer o primeiro artista a se dedicar exclusivamente à criação de cartazes para o Cinema. Mais de um século depois, esse tipo de arte ainda é o instrumento mais eficaz na divulgação da produção cinematográfica mundial. Coincidência, ou mero capricho do destino, do mesmo modo como, nessa área, os primeiros passos foram dados por um artista brasileiro, hoje outro brasileiro da Bahia, chamado Claudio Marcelo Reis se destaca no mesmo segmento das artes visuais, criando, para todo o mundo, o material de divulgação das produções dos estúdios Disney e Pixar.
Aos artistas ilustradores, muito pouco ou quase nada reconhecidos pelo público cinéfilo, uma vez que raramente as assinaturas são gravadas nas suas obras, o Cineclube Araucária presta homenagem através dessa exposição. Ilustradores do Brasil sintam-se, portanto, abraçados através da mostra que fazemos do trabalho de Cândido Faria, Jayme Cortez, Rogério Duarte, José Luiz Benício, Fernando Pimenta, Jair de Souza, Claudio Marcelo Reis, Alê Abreu, Calazans Neto, Ziraldo, Carybé e Lina Bo Bardi.
A abertura da Exposição será no dia 1º de julho às 19h30, na sede da AMECampos, Rua Dr. Reid nº 68 – Abernéssia, com a exibição do filme Terra em Transe, de Galuber Rocha, com entrada franca. A exposição permanecerá aberta à visitação pública, de segunda a sexta, das 10 às 18 horas, até o dia 29 de julho.









6º Encontro Cinemúsica de Campos do Jordão








































Entre os dias 21 e 24 de julho, também na sede da Associação dos Amigos de Campos do Jordão – AMECampos – o Cineclube Araucária realiza a sexta edição do Encontro Cinemúsica de Campos do Jordão, um evento no qual as projeções de cinema são acompanhadas da música executada ao vivo, por grandes artistas brasileiros. O 6º Encontro Cinemúsica de Campos do Jordão terá a seguinte programação:

Dia 21/07 (quinta) às 19h30 – FESTIVAL CARLITOS, de Charles Chaplin, com trilha sonora ao vivo pelo pianista NEWTON ZAGO.
Dia 22/07 (sexta) às 19h30 – METRÓPOLIS, de Fritz Lang, com trilha sonora ao vivo pelo pianista AIRTON SILVA.
Dia 23/07 (sábado) às 19h30 – UM HOMEM DE MORAL, de Ricardo Dias, com prólogo musical pela cantora MARIA MARTHA.
Dia 24/07 (domingo) às 18h00 – TRÊS CURTAS DE BUSTER KEATON, de R. Arbuckle, Eddie Cline e Buster Keaton, com trilha sonora pela pianista SANDRA TONIN.



MOSTRA MESTRES DA MÚSICA NO ESPAÇO CULTURAL DR. ALÉM - 25 a 31 DE JULHO

Desde que, há quase cinquenta anos, Campos do Jordão passou a sediar o maior evento artístico-pedagógico no âmbito da música erudita na América Latina, a Cidade, em meio a uma natureza exuberante, passou a respirar e transpirar música da mais requintada qualidade, especialmente no período em que acontece o Festival Internacional de Inverno de Campos do Jordão. Lincado com todas as manifestações artísticas, educacionais e sociais que acontecem na região da Mantiqueira, o Cineclube Araucária, também, desde a sua criação em 2011, realiza eventos diretamente relacionados à história da criação musical de grandes compositores. O Encontro Cinemúsica que festeja a sua sexta edição em 2016 é apenas um bom exemplo. Desde 2013, o programa do Cinemúsica inclui a projeção de filmes com acompanhamento musical simultâneo, ou seja, com trilha sonora executada ao vivo. A parceria estabelecida entre o Cineclube Araucária e a Associação dos Amigos de Campos do Jordão permitiu que esse trabalho fosse realizado em alto estilo, pela possibilidade de utilização do piano Gran Concerto disponível na sede da AMECampos, local onde tem lugar a programação do Encontro Cinemúsica de Campos do Jordão. Neste ano, na sequência do Cinemúsica, o Cineclube Araucária amplia a sua programação de cinema musical, com a Mostra Mestres da Música que acontecerá no Espaço Cultural Dr. Além de 25 a 31 de julho. Os filmes eleitos para compor a Mostra contam a vida de alguns dos verdadeiros e grandes mestres como: Frédéric Chopin, Niccolò Paganini, Wolfgang Amadeus Mozart, Heitor Villa-Lobos, Piotr Tchaikovsky, Ludwig Van Beethoven e Maria Callas, além de apresentar aos pequenos a música de Richard Wagner na animação de Ralph Bakshi, O Senhor dos Anéis. Quem quiser mais detalhes sobre toda essa programação do Cineclube Araucária é só consultar em www.cineclubearaucaria.org ou ainda pelo facebook e ficar por dentro os títulos a serem exibidos, seus diretores, datas e horários, além da classificação indicativa de cada filme. O projeto Cineclube Araucária – O Cinema de Volta a Campos do Jordão é realizado com o apoio do Programa de Ação Cultural do estado de São Paulo – ProAC, em parceria com a Secretaria Municipal de Cultura e a AMECampos. Todos os eventos da programação do Cineclube Araucária têm entrada grátis.

Nenhum comentário:

Postar um comentário