quarta-feira, 31 de julho de 2013

EM AGOSTO O CINECLUBE ARAUCÁRIA, A AMECAMPOS E A SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA REVERENCIAM A TRADICIONAL FESTA DA CEREJEIRA EM FLOR DE CAMPOS DO JORDÃO COM UMA ESPECIAL SELEÇÃO DE FILMES JAPONESES




A Festa da Cerejeira de Campos do Jordão que acontece desde 1968, é realizada sempre na última semana de julho e no início do mês de agosto.

As primeiras cerejeiras da variedade Takasako, vindas do Japão, foram plantadas na região em 1936 por ocasião da inauguração do Sanatório Dojinkai, adaptando-se perfeitamente ao clima local, tendo, até hoje, belas floradas no início da primavera. Depois, em 1967, quinhentas mudas da variedade Some Yoshino foram plantadas no Palácio da Boa Vista.

A florada das cerejeiras começou a atrair japoneses que já haviam se instalado em diversas regiões do estado de São Paulo e seus descendentes, fato que despertou nas autoridades jordanenses a ideia de criar um evento com apresentações musicais, dança, artesanato e gastronomia, para recepcionar os visitantes. Portanto, em 5 de outubro de 1968, o então prefeito municipal Arakaki Masakasu sancionou a lei de autoria do vereador Fausto Bueno de Arruda Camargo que instituía a Festa da Cerejeira em Flor na cidade. As primeiras festas foram realizadas na Cogumelândia na Vila Jaguaribe, então propriedade do Sr. Mário Utyiama. Mais tarde, a festa passou a acontecer no Bosque São Francisco Xavier – hoje conhecido por Sakura Home, que até 2006 esteve sob os cuidados de Hirofumi Haruna, cujo trabalho muito contribuiu para a preservação das tradições e da cultura japonesas na região e em vários outros lugares do Brasil. Grande parte das mudas que aqui florescem foi doada pelo governo do Japão.

A 45ª Festa da Cerejeira em Flor de Campos do Jordão acontecerá nos dias 20, 21, 27 e 28 de julho e 03 e 04 de agosto de 2013.

Em consonância com os mais marcantes eventos da nossa cidade, o Cineclube Araucária, em parceria com a Associação de Amigos de Campos do Jordão – AMECampos e a Secretaria Municipal de Cultura, programou para este mês de agosto uma significativa mostra de filmes que revelam traços marcantes da milenar cultura nipônica, com destaque para a produção japonesa dentro do universo das animações destinadas ao público infantil, combinada com o projeto Contadores de Histórias da AMECampos.

Detalhes da programação nos sites: www.cineclubearaucaria.org e www.amecampos.org.br

TODAS AS SESSÕES ACONTECERÃO NA SEDE DA AMECAMPOS – RUA DR. REID Nº 68 – ABERNÉSSIA

AMECampos, Cineclube Araucária e Secretaria Municipal de Cultura realizam projeto Saraus Cine Literários

Chamado de Saraus Cine Literários – novo projeto desenvolvido pela tríplice parceria entre o Cineclube Araucária, a Secretaria Municipal de Cultura e a AMECampos – Associação de Amigos de Campos do Jordão, acontecerá durante todo o segundo semestre deste ano, sempre no último sábado de cada mês, na Sala de Saraus da AMECampos, uma adaptação para o cinema de uma importante obra literária brasileira.
 
Esse projeto, além de ser uma maneira de estimular nos jordanenses de todas as gerações o prazer da leitura através do conhecimento de obras literárias nacionais levadas para a tela dos cinemas, destina-se especialmente a alunos do ensino médio que se preparam para enfrentar exames de acesso à universidade. Um caminho bastante agradável de penetrar no pensamento de escritores brasileiros consagrados, cujas obras são indispensáveis para a formação de todos os cidadãos de qualquer parte do nosso país.

Com uma lista de filmes adaptados de obras literárias brasileiras que constam do acervo do Cineclube Araucária e as indicações dos leitores serão bem vindas para compor a programação do projeto que terá estreia no próximo dia 31 de agosto, às 19h com a palestra do escritor e Secretário de Cultura Benilson Toniolo que abrirá a exibição de Orfeu Negro, filme de Marcel Camus vencedor do Globo de Ouro e do Oscar de melhor filme estrangeiro em 1959, adaptado da obra Orfeu da Conceição de Vinícius de Moraes.

sábado, 27 de julho de 2013

SUCESSO TOTAL NA REALIZAÇÃO DO 3º ENCONTRO CINEMÚSICA DE CAMPOS DO JORDÃO


A Associação dos Amigos de Campos do Jordão - AMECampos e o Cineclube Araucária agradecem a todos os cinéfilos e apreciadores de boa música que lotaram a Sala de Saraus da AMECampos nos dois finais de semana de julho em que teve lugar o 3º ENCONTRO CINEMÚSICA DE CAMPOS DO JORDÃO. O sucesso pleno de emoções alcançado por esse evento que já faz parte do calendário cultural da cidade se deve, não apenas à seleção de bons filmes, mas muito especialmente ao empenho dos artistas que acreditaram na empreitada proposta pelo Cineclube Araucária. Tanto na abertura, no dia 12/07, quanto no encerramento, dia 20/07, a pianista Sandra Tonin emocionou a todos e arrancou aplausos calorosos do público, sobretudo pela sua excepcional interpretação de smile de Charlie Chaplin. No sábado, dia 13/07, foi Alaíde Costa, acompanhada pelo pianista Marcelo Maita quem arrepiou a platéia interpretando o melhor da produção jobiniana, com destaque para estrada branca, parceria de Tom Jobim com Vinícius de Moraes. No domingo, dia 14/07, o público vibrou com a performance do pianista e cantor santista Newton Zago que deu uma verdadeira aula magna sobre como se deve interpretar a música negra americana do começo do século XX e que, por exigência do público, teve que voltar ao piano após a exibição de NEW ORLEANS, filme de Arthur Lubin protagonizado por Louis Armstrong e Billie Holiday. E a festa não parou por aqui. Na semana seguinte o público que superlotou a sala de saraus da AMECampos vibrou com o show de interpretação do melhor seresteiro da atualidade, Sr. Daniel Corrêa Cintra na abertura do docudrama de Elizeu Ewald, NELSON GONÇALVES. Na sexta, dia 19/07, o espetáculo musical ficou por conta da destrambelhada Maria Alcina (sim, a mesma que levantou o Maracanãzinho na 7ª edição do Festival Internacional da Canção e que levou o prêmio de melhor intérprete defendendo fio maravilha de Jorge Benjor) que aceitou o convite dos organizadores do 3º ENCONTRO CINEMÚSICA DE CAMPOS DO JORDÃO para, juntamente com o maestro Sérgio Arara, apresentar o documentário ADONIRAN, O POETA DE SÃO PAULO, de Dimas de Oliveira Junior. No encerramento, dia 20/07, a apresentação do filme O CIRCO, de Charlie Chaplin contou novamente com o talento e a habilidade pianística de Sandra Tonin. A todos, artistas e público que prestigiaram essa iniciativa, o nosso mais sincero agradecimento, contando tê-los novamente conosco nas próximas edições do ENCONTRO CINEMÚSICA DE CAMPOS DO JORDÃO.



O público que compareceu e se emocionou com as apresentações artísticas, tanto ao vivo quanto na tela, também é merecedor o nosso aplauso pois o apoio que a sua participação traz a uma iniciativa desse tipo é a grande contribuição que se espera para o pleno desenvolvimento da Cultura e a elevação da auto estima dos jordanenses. Bravíssimos Amigos!!!


                                                                                       
No entanto, durante o período de realização do 3º ENCONTRO CINEMÚSICA DE CAMPOS DO JORDÃO, bom mesmo foi quando a festa seguiu noite adentro com a acolhida, a música, a boa mesa e a simpatia da família Cintra lá no SENADINHO que é, sem dúvida, o lugar que melhor aquece as noites boêmias de Campos do Jordão, sempre com o vozeirão e o repertório cuidadosamente escolhido pelo anfitrião, Sr. Daniel Corrêa Cintra, seresteiro por excelência.


O 3º ENCONTRO CINEMÚSICA DE CAMPOS DO JORDÃO
aconteceu de 12 a 20 de julho de 2013 na Sala de Saraus da AMECampos



sábado, 6 de julho de 2013

81º ANIVERSÁRIO DA GUERRA CIVIL DE SÃO PAULO


Neste 9 de julho, às 19h30, na sede da Associação de Amigos de Campos do Jordão, o Cineclube Araucária e a AMECampos prestam homenagem aos heróis paulistas de 1932 com a exibição do documentário TRINCHEIRAS: ENTRE O CÉU E OS SONHOS, de Custódio Guimarães. A história da Revolução Constitucionalista contada através de depoimentos de ex combatentes. Um filme emocionante para lembrar o ato de bravura dos paulistas inconformados com a ditadura imposta por Getúlio Vargas após o golpe de 1930. Não poderia haver momento mais oportuno para exibir esse filme. Tudo a ver com a virada histórica que vivemos hoje. BRAVOS PAULISTAS, BRAVÍSSIMOS BRASILEIROS!!!