sábado, 7 de dezembro de 2013

DEZEMBRO ESPECIAL NO DR. ALÉM

Em dezembro a programação infantil do Cineclube no Espaço Cultural Dr. Além está totalmente focada no espírito natalino. Três super produções foram especialmente escolhidas para reforçar o espírito do Natal na cidade. As sessões acontecem nos domingos sempre às 15h00, de acordo com a seguinte agenda:


Dia 8/12 - O EXPRESSO POLAR, animação de Robert Zemicks, produzida pelos estúdios Castle Rock Entertainment - LIVRE

O Expresso Polar é uma aventura emocionante baseada no livro de Chris Van Allburg. Desde a sua publicação em 1985, “The Polar Express” tocou o coração de milhões de leitores, jovens e idosos. Tanto na tela grande quanto nas páginas do livro, “O Expresso Polar é uma comovente história sobre o poder da fé. Há quase vinte anos, famílias do mundo inteiro celebram o Natal com a história extraordinária da viagem de um garoto ao Polo Norte, em uma jornada de autoconhecimento que lhe mostra que o maravilhoso da vida sempre permanece para os que acreditam".


Dia 15/12 - O ESTRANHO MUNDO DE JACK, animação de Henry Selick, produzida pela Tim Burton Productions - LIVRE

Baseado no poema escrito por Tim Burton, o filme conta a incrível história de Jack Skellington, um ser fantástico que vive na Cidade do Halloween, um local cercado por criaturas estranhas. Lá todos passam o ano organizando o Halloween do ano seguinte. Mas, após mais um Halloween, Jack se mostra cansado de fazer aquilo todos os anos. Assim ele deixa os limites da Cidade do Halloween e vagueia pela floresta. Por acaso acha alguns portais, sendo que cada um leva até um tipo festividade. Jack acaba atravessando o portal do Natal, onde vê demonstrações do espírito natalino. Ao retornar para a Cidade do Halloween, sem ter compreendido o que viu, ele começa a convencer os cidadãos a seqüestrarem o Papai Noel e fazerem seu próprio Natal. Apesar de argumentos fortes de sua leal namorada Sally contra o projeto, o Papai Noel é capturado. Os fatos mostrarão que Sally estava totalmente certa.


Dia 22/12 - UMA HISTÓRIA DE NATAL, de Juha Wuolijoki - LIVRE

Em uma remota aldeia na Lapônia, o jovem Nikolas perde sua familia em um acidente e é adotado pelos moradores. Todos os anos, no dia de Natal, Nikolas tem que mudar para uma casa nova. Para mostrar sua gratidão, Nikolas faz brinquedos para as crianças das famílias, como presente de despedida. Ao longo dos anos, torna-se muito amigo das suas ex-famílias adotivas e coloca em todas as casas da aldeia um presente na porta, na manhã de Natal. Quando sofrem escassez de alimentos, os moradores têm que enviar Nikolas para trabalhar como aprendiz do carpinteiro eremita Lisakki. Sob sua tutela severa, Nikolas desenvolve habilidades que lhe permitem criar presentes ainda melhores e trabalhar ainda mais rápido. Mas Lisakki que odeia crianças proíbe Nikolas de fazer presentes de Natal, tradição que parece prestes a desaparecer.





quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

CINE LITERATURA FECHA O ANO COM MUITA EMOÇÃO


A última sessão de 2013 da série Cine Literatura do Cineclube Araucária foi uma verdadeira avalanche de emoções que invadiu a Sala de Saraus da AMECampos. O palestrante convidado, professor Ângelo Mendes Corrêa, mestre em literatura brasileira pela Universidade de São Paulo que, além do conhecimento acadêmico acumula também o aprendizado adquirido no convívio com familiares de Graciliano Ramos, como por exemplo sua mulher Heloísa Medeiros Ramos e seu neto Ricardo Ramos Filho, ofereceu uma visão panorâmica sobre a vida e a obra do homenageado. O evento proposto pelo Cineclube teve como mote os sessenta anos da morte de Mestre Graça, como era chamado pelos seus amigos mais próximos. Na sequência da explanação do Professor Corrêa, o público presente pode assistir MEMÓRIAS DO CÁRCERE, obra prima irretocável da filmografia de Nelson Pereira dos Santos que soube como ninguém passar para a tela toda a riqueza de detalhes que fizeram do relato de Graciliano uma das mais importantes denúncias sobre o modo como um governo totalitário pode infectar uma sociedade. Pouco mais de um ano na vida de Graciliano Ramos que, em 1936, ocupou o cargo público de diretor de instrução do Estado de Alagoas quando foi preso por conta das suas convicções políticas. O filme expõe um período desagradável na história do Brasil dentro de uma perspectiva pessoal. A criação da Aliança Nacional, em 1935, iniciou suas atividades como um vigoroso movimento de massas, no qual conviviam comunistas, socialistas, católicos, positivistas e democratas de vários partidos, atraídos pela frente ampla antifascista. MEMÓRIAS DO CÁRCERE é, sem dúvida, um grande clássico do cinema brasileiro. Apesar de focado no período da ditadura Vargas, a obra de Graciliano nos leva a compreender com total clareza conceitos universais do domínio político obtido por vias tortas e da destruição de pensamentos verdadeiramente liberadores de um povo. Perdeu mesmo somente aqueles que não puderam comparecer a essa brilhante iniciativa do Cineclube Araucária de Campos do Jordão que pretende seguir viva em 2014.  

fotos: Erik Marques