sexta-feira, 30 de outubro de 2015

MOSTRA CINEMA ASIÁTICO FECHA SÉRIE DE DEZ MOSTRAS TEMÁTICAS EM 2015


COM A EXIBIÇÃO DE VERDADEIRAS OBRAS PRIMAS DA CINEMATOGRAFIA DE PAÍSES DO CONTINENTE ASIÁTICO, O CINECLUBE ARAUCÁRIA ENCERRA A SÉRIE DE DEZ MOSTRAS TEMÁTICAS DO PROJETO DE DESENVOLVIMENTO DE AÇÕES DE FOMENTO AO AUDIOVISUAL, REALIZADO EM 2015, EM CAMPOS DO JORDÃO, COM O APOIO DO PROAC.

Apesar da qualidade técnica e artística que se pode observar em grande parte do que se produz em matéria de Cinema nos países asiáticos, até hoje ainda é muito tímida a visibilidade que se dá a esses filmes nas salas de cinema do mundo ocidental. Se excluirmos a presença do Cinema Asiático nos festivais, mostras e encontros de promoção da Sétima Arte em todo o mundo é, de fato, muito pequena a difusão das obras produzidas nos países que compõem o continente asiático. Salvo raras exceções, em sua grande maioria, essa produção passa quase despercebida até mesmo do público dito cinéfilo em países como o Brasil, cedendo espaço a um Cinema de qualidade muitas vezes inferior, mas com incontestável apelo comercial, atendendo a interesses de grandes estúdios e distribuidores internacionais. Com o intuito de proporcionar ao público formado principalmente ao longo de 2015, período de realização do projeto “O Poder do Cinema em Campos do Jordão”, realizado com o apoio do Programa de Ação Cultural do estado de São Paulo – ProAC, a oportunidade de assistir e refletir sobre algumas das produções mais representativas da criatividade levada para as telas por artistas de países como Coréia do Sul, China, Hong-Kong e Japão, o Cineclube Araucária optou por encerrar a programação temática de cinema deste ano com uma Mostra inteiramente dedicada ao Cinema Asiático, incluindo o festejado “Ponyo”, personagem animado criado por um dos maiores especialistas no gênero, o japonês Hayao Miyazaki, em sessão dedicada ao público infantil, no domingo (dia 01/11), às 15h00, no Espaço Cultural Dr. Além (antigo Cine Glória do Campos do Jordão). Todas as sessões da Mostra Cinema Asiático terão entrada franca. 





segunda-feira, 19 de outubro de 2015

SOLIDARIEDADE NA PAUTA DO CINECLUBE ARAUCÁRIA EM OUTUBRO

Ainda neste mês de outubro o Cineclube Araucária apresenta programação de filmes cujo tema é a Solidariedade entre pessoas, grupos e povos de diferentes origens, culturas e princípios éticos e religiosos. Cinema e Solidariedade, uma série de filmes que vai mexer com a emoção de todos os públicos.

Conscientizar os seres humanos de que a necessidade de aceitar diferenças e cultivar o cuidado com o bem estar do outro são fatores imprescindíveis quando se pretende construir um mundo mais justo e fraterno foi o princípio que motivou a Curadoria do projeto Cineclube Araucária – O Poder do Cinema em Campos do Jordão a eleger a Solidariedade como tema da sua programação neste mês de outubro de 2015.

Por isso, além da seleção de títulos especialmente dedicados ao público infantil, com duas sessões diárias entre os dias 5 e 8/10 (manhã e tarde), para um público composto prioritariamente por alunos de escolas públicas de Campos do Jordão, em comemoração ao dia da criança, o Cineclube Araucária programou também para o período de 22 a 25/10 uma Mostra com cinco filmes de linguagens bem específicas, mas com um ponto comum entre eles: a SOLIDARIEDADE entre as pessoas, independentemente das suas crenças, origens ou convicções políticas.

O projeto Cineclube Araucária – O Poder do Cinema em Campos do Jordão é realizado com o apoio do Programa de Ação Cultural do estado de São Paulo - ProAC, em parceria com a Secretaria Municipal de Cultura, a Oficina de Artes Rosina Pagan, a Associação dos Amigos de Campos do Jordão – AMECampos, a Escola Estadual de Vila Albertina e o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia – campus Campos do Jordão. Todas as sessões têm entrada franca.

sábado, 10 de outubro de 2015

LUZES, CÂMERA... LIVROS - A BIBLIOTECA DE CINEMA DE CAMPOS DO JORDÃO

Um espaço para ler e sonhar

A luz natural bate generosa e ilumina a história do local. Junto aos projetores do antigo Cine Glória, uma sala acolhedora abriga um bem guardado tesouro de Campos do Jordão, a novíssima Biblioteca de Cinema. É com o entusiasmo contagiante de Cervantes Souto Sobrinho, idealizador do projeto e o empreendedor por excelência de atividades ligadas ao cinema em Campos do Jordão, que vamos conhecer este lugar mágico.

As vidraças históricas proporcionam luz natural para
a Biblioteca de Cinema
O acervo de base da Biblioteca de Cinema foi formado a partir da biblioteca pessoal de Cervantes. A esta coleção inicial foram acrescentadas inúmeras obras e títulos com doações pessoais e de instituições. Hoje são cerca de 500 publicações, 80% delas sobre cinema. Os demais livros são basicamente romances que viraram filmes. Há também uma videoteca à disposição do público. O espaço estava bastante degradado e sua recuperação física aconteceu através de uma parceria com o Instituto Federal de Campos do Jordão”, conta Cervantes. Felizmente essa é uma situação que ficou no passado. Hoje podemos nos acomodar para ler os preciosos e curiosos livros da coleção, sentados em emblemáticas e confortáveis poltronas que evocam o estilo art-deco, que estava em voga entre os anos 20 e 40 do século XX, época de ouro do cinema. E ainda sermos estimulados o tempo todo por cartazes de filmes e fotos de astros e estrelas do cinema, banhados pela luminosidade suave da montanha. A Biblioteca de Cinema é frequentada principalmente por estudantes. Mas Cervantes comenta que cada vez mais turistas têm visitado o espaço, que está se transformando num ponto de atração da cidade. O local também tem sido utilizado por diversas Associações como local de reunião.

Mas essa biblioteca tão especial é apenas uma das peças de um projeto muito maior relacionado ao cinema em Campos do Jordão. Cervantes conta que, em novembro de 2104 inscreveu, através do Cineclube Araucária, um projeto no ProAC (Programa de Ação Cultural do estado de São Paulo), que foi reconhecido e premiado com uma espécie de financiamento. O dinheiro do prêmio já rendeu à cidade iniciativas expressivas, como a Mostra Temática de Cinema, o Cine Música, a Exposição de Cinema Paulista e, principalmente, o Complexo Cultural Edmundo Ferreira da Rocha e a Oficina de Cinema, projetos que certamente se tornarão cada vez mais conhecidos. O nome “Complexo Cultural Edmundo Ferreira da Rocha” foi uma iniciativa do Cineclube Araucária, com apoio da Secretaria Municipal de Cultura, e faz uma homenagem justíssima a um dos mais atuantes pesquisadores e estudiosos da história e do registro fotográfico de Campos do Jordão. O Complexo, que funciona no piso superior do Espaço Cultural Dr. Além, é formado pela Biblioteca de Cinema e pelo Memorial do Cine Glória.

Memorial do Cine Glória
O projetor original do cinema, tendo ao fundo os grandes
carreteis que permitiam a projeção sem interrupção
No Memorial é possível conhecer os projetores originais do antigo cinema, que foi inaugurado em 1943, e ver ao seu lado os grandes carretéis que emendavam um filme inteiro e permitiam sua projeção sem interrupções ou falhas. Os carretéis foram criados e utilizados por Edson Oliveira, que foi o último projecionista do cinema e que é hoje o vice-presidente do Cineclube Araucária, além de ser Administrador do Telecentro de Campos do Jordão.
Está no Memorial, totalmente recuperada, a bombonière original do Cine Glória, ou seja, o balcão onde eram vendidos balas e doces para quem ia assistir aos filmes. Há também uma curiosa máquina registradora que emitia o borderô – o movimento de público da sessão. Para os apaixonados por cinema, é curioso conhecer a máquina de cortar filmes. Cervantes relata, com esperança no olhar, que ainda há muito para ser recuperado, como trailers e documentários da época. 


A bombonière do antigo Cine Glória,
totalmente recuperada
Um dos pilares mais interessantes do projeto de Cervantes é a Oficina de Cinema, que funciona atualmente na Escola da Vila Albertina e tem 48 alunos, sendo um verdadeiro celeiro de talentos para o futuro. Os primeiros e consistentes resultados surgirão já este ano, com “1º Festival Curta Campos do Jordão”, que apresentará 8 filmes da Oficina. 
Obrigado, Cervantes, pelos projetos e realizações. É impossível visitar a Biblioteca de Cinema de Campos do Jordão e o Memorial do Cine Glória sem sermos envolvidos pelo potencial deste lugar, um espaço que certamente receberá cada vez mais leitores, pesquisadores, fãs de cinema, estudantes, turistas e entusiasmados visitantes. Venha conferir você também e deixe-se levar pela magia do cinema e da história de Campos do Jordão.






Biblioteca de Cinema de Campos do Jordão
Espaço Dr. Além – Avenida Januário Miráglia, 1582 – Abernéssia (Como Chegar) - 2ª a 6ª, das 9 às 17 horas e durante as sessões de cinema










Curta a pagina dos Amigos da Biblioteca de Campos do Jordão no facebook
Leia também: Bibliotecas de Campos do Jordão – A casa azul de Dona Maria do Carmo
Carlos Abreu é do grupo ABCJ – Amigos da
Biblioteca de Campos do Jordão, é membro efetivo
da Academia de Letras de Campos do Jordão e
vice-presidente da AMECampos



quinta-feira, 8 de outubro de 2015

SALDO POSITIVO DA MOSTRA DE CINEMA INFANTIL NO MÊS DAS CRIANÇAS EM CAMPOS DO JORDÃO

A Mostra de Cinema Infantil realizada pelo Cineclube Araucária com o apoio do Programa de Ação Cultural do governo do estado de São Paulo – ProAC, em parceria com as Secretarias de Cultura e de Educação de Campos do Jordão, encerrou-se hoje com um balanço totalmente positivo. Cerca de 900 alunos de escolas municipais compareceram acompanhados de seus professores, coordenadores e diretores, que não mediram esforços para levar os jovens cidadãos jordanenses ao Espaço Cultural Dr. Além, para assistir à programação de Cinema especialmente concebida para abrir as comemorações do mês das crianças na cidade. As quatro escolas participantes da Mostra foram: E.M. ‘Mary Camargo’, E.M. ‘Elizabeth J. Andrade’, E.M. ‘Amadeu Carletti Jr.’ e E.M. ‘Otávio da Matta’ que merecem o nosso mais caloroso aplauso. 
Todas elas receberam livros infantis doados ao Cineclube Araucária pelo Instituto Itaú de Cultura e o DVD do filme O Menino e o Mundo, de Alê Abreu, oferecido pela produtora Filme de Papel. 

Para os organizadores da Mostra não há nada mais gratificante do que ver a alegria estampada no rosto das crianças ao saírem da sala de projeção. De parabéns estão todos os professores, coordenadores e diretores das escolas pela demonstração de civilidade e interesse por fenômenos artísticos e culturais observado em seus alunos. O resultado foi, portanto, muito além do esperado, tanto que, do plano de ação do Cineclube Araucária de Campos do Jordão para o próximo ano, já consta a ampliação dessa parceria com as escolas do Município.




domingo, 4 de outubro de 2015

SESSÕES DE CINEMA PARA RECEBER ALUNOS DE ESCOLAS MUNICIPAIS NO ESPAÇO CULTURAL DR. ALÉM

Em outubro o Cineclube Araucária apresenta uma intensa programação infantil especialmente concebida para receber alunos de escolas públicas de Campos do Jordão na Sala de Cinema da cidade.

O Cineclube Araucária, em parceria com as Secretarias Municipais de Cultura e de Educação e com o apoio do ProAC, abre as comemorações do mês da criança em Campos do Jordão com uma série de filmes dedicados ao público infantil, atendendo prioritariamente as escolas municipais. As projeções acontecerão de 5 a 8/10, em duas sessões diárias (manhã e tarde). Veja ao lado a programação completa, com os respectivos horários. Além disso, durante a Mostra o Cineclube entregará aos representantes das escolas uma seleção de livros infantis oferecidos pelo Instituto Cultural Itaú e dez DVDs do filme O Menino e o Mundo, de Alê Abreu, oferecidos pela Produtora Filme de Papel.